9ª CORRIDA LUZIA DIAS

Mostrar Mais

Pela primeira vez, participação num prova de 5K, com o claro objectivo de bater o record pessoal desta distância. Não sendo a principal prova do dia, também havia a esperança de obter um lugar nos 3 primeiros classificados, a exemplo do que aconteceu na Figueira da Foz, com a diferença de que desta vez tal posição daria direito a subida ao pódio e medalha.


Mais uma excelente manhã para a prática de desporto, com uma temperatura muito agradável e pouco habitual para Novembro. O levantamento do dorsal foi feito apenas no dia da prova, pelo que fomos cedo para o Lumiar, desta vez sem a Esmeralda, a qual foi até à Expo participar noutra prova de 5K, a Corrida Sempre Mulher. Muito bom ambiente antes da corrida, quase familiar, e com muita gente ilustre: para além da própria Luzia Dias, estavam presentes Fernando Mamede, Francis Obikwelu e Paulo Guerra. Juntamente com a Teresa e a Cristina, tirámos uma foto ao lado do Francis Obikwelu (nesta altura não me passava pela cabeça que voltaria a contactar com ele no final da prova...). Também a blogger Saltos de Cristal, seguida pela Esmeralda no Facebook e no Instagram, estave presente na prova, tendo a Teresa, de longe, tirado uma fotografia para mostrar à mãe.


As provas de 5K e 10K tinham partida em simultâneo e o percurso era o mesmo, com a prova principal a consistir na realização de 2 voltas ao percurso dos 5K. No dia anterior tinha feito o reconhecimento do percurso e verificado que o mesmo seria bastante oscilante, com subidas e descidas relevantes, sendo que as principais subidas situavam-se na primeira metade da prova. Apesar disso, iniciei a prova muito rápido e foi com espanto que verifiquei que era com naturalidade que conseguia manter um ritmo bem mais rápido que o habitual. Assim, apesar dos 2 primeiros kms serem maioritariamente a subir, o Km 1 foi corrido em 4:25(!) e o 2º em 4:37.


O Km 3 ainda envolveu uma subida relevante, junto ao Parque das Conchas, mas o ritmo manteve-se elevado, a 4:32 min/km, apesar do cansaço começar claramente a notar-se precisamente na subida referida. Felizmente, o Km 4 foi praticamente todo a descer, o que permitiu recuperar um pouco o fôlego, apesar do ritmo ter aumentado para 4:24 min/km.


O último km consistia numa enorme recta, ligeiramente a subir. Ao contrário da Corrida Farmacêutica da semana anterior, desta vez estava inserido num grupo alargado, pelo que, apesar do cansaço, consegui manter o ritmo, realizando este último km a 4:31 min/km. Ao contrário do que eu pensava, no meu grupo vinha um atleta que também estava a participar na prova de 5K (curiosamente, este atleta já me acompanhava desde a subida junto ao Parque das Conchas). Por isso, quando abrandei nos últimos metros, já na passadeira vermelha, fui por ele inesperadamente ultrapassado. De qualquer forma, o mais importante foi conseguido: 5K a um ritmo médio de 4:30 min/km representa um progresso enorme de 11 segundos por km e permite ter esperança que, com um percurso mais fácil, o ritmo de 4:26 min/km que tem servido de base aos treinos que implicam correr a ritmo de 5K seja atingido. Mais importante, mostra que o record pessoal dos 10K pode ser pulverizado em breve.


De acordo com os cálculos da Ana, deveria ter terminado por volta do 25º lugar, sendo que a maioria dos atletas que chegaram antes de mim pareciam ser mais novos. Assim, foi com alguma expectativa que aguardámos a chamada ao pódio dos atletas classificados nos 3 primeiros lugares de cada escalão. Eu, com esperança de ser chamado. A Ana, a Teresa e a Cristina pensando que o pai não devia estar bom da cabeça por ter tal expectativa. Afinal, fiquei mesmo em 3º lugar no escalão M45 e a primeira subida ao pódio da minha vida concretizou-se mesmo. Para tornar este momento ainda mais memorável, a medalha que me coube foi entregue pelo Francis Obikwelu e fui ainda cumprimentado pelo Paulo Guerra.


Entretanto, depois de nos reunirmos à Esmeralda, ficámos a saber que também ela teve um desempenho excelente na sua prova: recorde pessoal dos 5K por larga margem, a um ritmo de 6:01 min/km que ela nunca pensou ser possível.
 
Em termos de orgaização da prova, notou-se muito entusiasmo à sua volta, com o locutor de serviço a ter um papel importante na criação do ambiente ideal para a prova. No entanto, verifiquei que as críticas que já tinha lido no Facebook às provas organizadas pela Jesus Events têm toda a razão de ser: há uma certa falta de responsabilidade na organização das classificações das provas organizadas por esta empresa:


- não houve qualquer controlo sobre a realização de 1 (5K) ou 2 (10K) voltas


- foram admitidos na classificação dos 5K atletas com dorsais dos 10K, e vice-versa


- o vencedor do escalão M40 na prova de 5K foi um miúdo com menos de 20 anos e mesmo assim o prémio foi-lhe entregue


- insistiram de forma absurda que a vencedora dos 10K foi uma miúda que apenas tinha efectuado uma volta ao percurso (será que acham que 34 minutos aos 10K para uma atleta júnior feminina é assim tão comum?); na entrega dos prémios foram obrigados a corrigir esta situação após reclamação das atletas que realmente ficaram classificadas nos primeiros lugares; no entanto, uma semana depois da prova, a tal atleta dos 34 minutos continua a aparecer na classificação oficial como primeira classificada feminina...

 

- as classificações foram apresentadas de uma forma absurda, com a mistura dos 5K e dos 10K, por um lado, e da geral e dos escalões, por outro (só vendo para se perceber esta confusão!)


Apesar de tudo, até pela proximidade que senti entre organização e atletas, espero sinceramente que a Jesus Events corrija este aspecto e tenha muito sucesso no futuro, pois organizadores eficientes mas sem respeito pelos atletas (como há muitos) nunca conseguirão gerar o espírito que se sentiu nesta prova.

Resumo

Tempo oficial bruto: 22:32
Ritmo efectivo: 4:30 min/km
Classificação geral: 23 / 302
Classificação escalão (M4549): 3 / 13

This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now
Mercado do Lumiar